Tenório e os Sonhos de Judô

Hunter Filmes

PROMO EM PORTUGUÊS    /    PROMO WITH ENGLISH SUBS   

"Tenório e os Sonhos de Judô"  /  "Tenório Dreams of Judo" 

Filmado em Julho de 2018 em Tóquio, Tsukuba e Hirosaki, Japão.

Em fase de finalização e Captação.

10 anos depois de filmar "B1 - Tenório em Pequim" documentário premiado que acompanhou o judoca Antônio Tenório em sua quarta medalha de ouro em Pequim, reencontrei ele para mais um filme - agora treinando no Japão. 

Ainda competitivo e campeão com 48 anos, e atualmente primeiro do ranking mundial, o filme investiga o longevidade do Tenório - que segue evoluindo.

Sinopse curta:

Tenório, cego e tetracampeão paralímpico, viaja ao Japão, o berço do judô.

Em busca de perfeição, ele vai treinar com a Seleção Japonesa e o mestre Endo, e testemunharemos esse encontro entre culturas e personagens fantásticos.

Através desse novo desafio, em um Japão cheio de belezas e mistérios, o filme reflete sobre a longevidade campeã do Tenório - que como o Judô, segue evoluindo.


Descrição do Argumento: 

Como o atleta Antônio Tenório, com 48 anos, segue vencendo?

Acreditando que bons encontros fazem belos documentários, 10 anos depois de filmar "B1 - Tenório em Pequim" documentário premiado que acompanhou o judoca Antônio Tenório em sua quarta medalha de ouro em Pequim, o diretor Eduardo reencontra ele para mais um filme - agora treinando no Japão.

Em Julho de 2018 Tenório e a Seleção Brasileira Paralímpica de Judô foram treinar no Japão com a Seleção Paralímpica Japonesa, em preparativo para os jogos de Tóquio em 2020. Nessa viagem acompanhamos de perto o convívio desses atletas e investigamos como é possível Tenório se manter tão longevo - ele cuja carreira é inseparável da história do esporte Paralímpico no Brasil.

        Tenório é o centro da narrativa, imenso, quase mitológico, e conduz o filme com graça, senso de humor e sensibilidade, enquanto guia os outros jovens atletas Brasileiros. Sua experiência e estrada dialogam com o frescor da Seleção. Respeitado e homenageado, em torno dele um mundo do Judô se abre, e o Japão se apresenta.

O Judô Paralímpico é um ponto de partida para explorar as culturas contrastantes do Brasil e do Japão. Um retrato divertido e surpreendente do convívio desses atletas brasileiros e japoneses: perdidos na tradução, mas encontrando terreno comum no judô.

Nessa viagem sensorial pelo Japão vamos conhecer a culinária local, templos e parques. Conheceremos o primeiro dojo do mundo, a moral do bushido, o espírito do samurai. Conheceremos o doce e forte Sensei Endo, o tricampeão Fujimoto - e tantos outros personagens fantásticos no nosso caminho.

O projeto é oportuno porque o Japão é o berço do judô, esta arte marcial, esporte, filosofia que conecta tantos no mundo todo. E com o Japão como anfitrião dos Jogos Paraolímpicos de 2020, é uma ótima oportunidade para abordar o tema do Judô Paralímpico e criar um retrato rico e complexo do esporte, aproximando o espectador da sensibilidade de seus atletas deficientes visuais.

Em paralelo, aprendemos que a cidade de Hirosaki convida a Seleção Brasileira para treinar porque é a cidade onde nasceu o Conde Koma, célebre judoca que viajou o mundo e trouxe o Judô para o Brasil. Essa história nos é contada pelo Sensei San’nohe, historiador que nos recebe em sua casa.

O filme é portanto entrecortado por breves interlúdios de animação, que nos fazem viajar ao final do Século XIX e acompanhar a fantástica história do Conde Koma. Aprendemos como o convívio entre ele e os Gracie levou à criação do Jiu Jitsu Brasileiro - e ao Judô conquistar o Brasil. Mais de um século depois, encontramos Fujimoto, o tricampeão paralímpico com uma camiseta da Universidade dos Gracie, onde ele treina para fortalecer seu Judô - assim vemos como o ciclo de aprendizado e intercâmbio entre esses dois países se perpetua.

            Nessa jornada, os "Sonhos do Judô" tornam-se únicos, diversos como brasileiros e japoneses, e carregados de significado e história.

            Longevos, Antônio Tenório e o Judô seguem evoluindo.


Um filme de Eduardo Hunter Moura

Uma produção Hunter Filmes

Contato: ehmoura@gmail.com